Como atuam os Óleos Essenciais

» Pelo nariz

» Pela pele

» Pelo campo energético


Pelo nariz: respiração - trabalha físico, emocional e mental.


Veja ilustração

A parte do cérebro que reage mais diretamente ao estímulo olfativo é o sistema límbico, que corresponde aos nossos sentimentos, memórias, reações aprendidas arquivadas e emoções. O sistema límbico é a área mais antiga do cérebro, o núcleo central sobre o qual fica o córtex cerebral. Quando as mensagens aromáticas atingem o sistema límbico elas são processadas instantânea e

instintivamente. É por isso que os aromas são tão poderosos. Eles podem nos fazer comportarmos de determinado modo sem que nós nem sequer saibamos o que estamos fazendo. Por ser o sistema de olfato ligado ao cérebro de forma direta, os óleos essenciais obviamente têm efeito sobre ele, mas o olfato também abrange outros sistemas do corpo. As moléculas voláteis dos óleos essenciais entram na corrente sanguínea por intermédio da mucosa absorvente da cavidade nasal, pela árvore bronquial ou pelo pulmão. Tudo isso faz parte do mecanismo do olfato, que é também um método de absorção para dentro do corpo.

Absorção subcutânea: pele – trabalha físico, emocional e mental.

Veja ilustração 

De modo geral é ponto pacífico o fato de os óleos essenciais serem absorvidos por meio da pele. Isso, aliás, é facilmente comprovável: basta pegar uma gota de óleo de lavanda e colocá-la na face; logo você irá sentir a lavanda na boca e terá a impressão nítida de que as moléculas do óleo de fato penetraram em sua carne. Mas a ciência ainda não é capaz de explicar como as moléculas do óleo essencial viajam pelo corpo tão rapidamente. De um ponto de vista estrutural básico há muito pouca diferença entre as pessoas e os óleos essenciais. Somos feitos de matérias aproximadamente iguais, porque temos a mesma história evolucionária. Isso pode explicar por que os óleos essenciais percorrem nosso corpo com tanta facilidade. É evidente que muitas moléculas de óleos essenciais passam pela epiderme e entram no corpo, como pode ser visto quando os

componentes do óleo essencial são recolhidos no sangue depois de ter sido aplicados por um óleo de massagem. Também é possível que por serem as moléculas tão minúsculas elas simplesmente viagem pelo líquido intersticial, que cerca as células, embora seja possível também que passem pelas próprias células. O que é formidável na absorção subcutânea é a possibilidade de aplicar os óleos essenciais na parte do corpo onde eles são necessários ou o mais próximo possível dela. As únicas áreas do corpo nas quais os óleos essenciais nunca devem ser aplicados são nos olhos e quaisquer das delicadas membranas mucosas.

Campo Energético: limpeza, proteção e equilíbrio

Veja ilustração 

Os aromas entram pelo conduto central , que está localizado no topo da cabeça, percorre todo o organismo através dos pontos energéticos (chamados de chakras), que tem como função Equilíbrio, limpeza e proteção.